Breve Breve
Curitiba
Irati
São José dos Pinhais
Guaratuba
Foz do Iguaçu
Imbituva
Matinhos
Terra Roxa
Piraquara
Piraí do Sul
Iporã
Araucária
São Pedro do Ivaí
Prudentópolis
Lapa
Antonina
Morretes
Fazenda Rio Grande
Colombo
Bocaiúva do Sul
Contenda
Jandaia do Sul
Kaloré
Ortigueira
Paranaguá
Guaraqueçaba
Cascavel
São Mateus do Sul
Apucarana
Pitanga
 
 
  Cadastre seu e-mail e receba notícias do Deputado
 

Mais Buscadas

Notícias
Imprimir Enviar Contato
CCJ analisou 801 projetos de lei entre fevereiro e dezembro de 2017

 A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná discutiu e votou em 2017, no período de fevereiro a dezembro, 801 proposições, sendo 366 (45,69%) projetos de lei de autoria parlamentar e 165 projetos oriundos de mensagens do Poder Executivo (20,60%). Realizou 55 sessões ao longo do ano, sendo 38 sessões ordinárias e 17 extraordinárias.

Dentre as propostas analisadas, seis (0,75%) foram projetos oriundos do Tribunal de Justiça do Estado; dois (0,25%) projetos de lei do Tribunal de Contas do Estado; três (0,37%) projetos de lei de autoria do Ministério Público/Procuradoria Geral de Justiça; um (0,12%) projeto de resolução; três (0,37%) projetos originários da Defensoria Pública estadual; 36 (4,49%) proposições de veto do governador; 203 (25,34%) emendasapresentadas em Plenário ou por comissões técnicas permanentes da Casa; 11 (1,37%) recursos de parlamentares contra parecer contrário da comissão; três (0,37%) propostas de emenda à Constituição (PECs); e dois (0,25%) projetos de decreto legislativo.

A grande maioria das matérias apreciadas recebeu parecer favorável da CCJ: foram 620 (77,40%), contra 163 (20,35%) pareceres contrários. Dezoito projetos foram baixados em diligências a pedido dos relatores. Entre os projetos de lei de autoria parlamentar, 250 (68,31%) receberam parecer favorável; 98 (26,78%) receberam parecer contrário e 18 (4,92%) foram baixados em diligências a órgãos da administração pública.

Para o deputado Nelson Justus (DEM), que preside a comissão, os números mostram um saldo bastante positivo, com a realização de sessões extraordinárias quase todos os meses. Ele destacou o trabalho das comissões técnicas permanentes de modo geral, e em particular o da CCJ, “onde os membros precisam ter formação ou conhecimento jurídico para analisar adequadamente a constitucionalidade e legalidade dos projetos aqui apresentados. Nem sempre nossas decisões são bem compreendidas. Mas as proposições aqui aprovadas seguem tramitação e vão para o Plenário. Daí a importância de um exame técnico apurado e equilibrado”, avalia.

O vice-presidente da CCJ, deputado Fernando Scanavaca (PDT), faz avaliação semelhante e chama a atenção para o percentual de projetos de origem parlamentar que a CCJ apreciou em 2017: “Foi mais de 45%, contra pouco mais de 20% de matérias que vieram do Poder Executivo. Isso coloca por terra as críticas de alguns, para quem a função da Casa é referendar propostas do Poder Executivo”. Para Scanavaca, os debates por vezes bastante intensos que se desenvolvem na CCJ atestam a convivência democrática de seus membros e ajudam a dirimir dúvidas e aperfeiçoar as regras que regem seu funcionamento”.    

Fonte: http://www.alep.pr.gov.br

23/12/2017
« Notícia anterior
Deixe sua opinião
 
Nome:
E-mail:
Opinião:
 
 
Mais Notícias CCJ
 
10/04/2018
-
CCJ aprova emendas a projetos do Governo que criam fundos para pequena
04/04/2018
-
CCJ aprova emenda a projeto que regula poder de polícia administrativa
28/03/2018
-
CCJ aprova projeto autorizando o Executivo a contratar crédito de US$
13/03/2018
-
CCJ aprova mensagens do Governo do Estado que beneficiam pequenas e mi
05/03/2018
-
CCJ aprova projeto do Executivo que organiza a Política Estadual da Pe
27/02/2018
-
CCJ aprova projeto para ampliar direitos de alunos com Síndrome de Dow
23/12/2017
-
CCJ analisou 801 projetos de lei entre fevereiro e dezembro de 2017
29/08/2017
-
CCJ aprova emendas ao projeto que libera a venda e o consumo de cervej
11/07/2017
-
CCJ apresenta balanço de atuação na última sessão do semestre
24/08/2016
-
CCJ aprova subdivisão de projeto do Executivo que trata do Processo Ad