Breve Breve
Curitiba
Irati
São José dos Pinhais
Guaratuba
Foz do Iguaçu
Imbituva
Matinhos
Terra Roxa
Piraquara
Piraí do Sul
Iporã
Araucária
São Pedro do Ivaí
Prudentópolis
Lapa
Antonina
Morretes
Fazenda Rio Grande
Colombo
Bocaiúva do Sul
Contenda
Jandaia do Sul
Kaloré
Ortigueira
Paranaguá
Guaraqueçaba
Cascavel
São Mateus do Sul
Apucarana
Pitanga
 
 
  Cadastre seu e-mail e receba notícias do Deputado
 

Mais Buscadas

Notícias
Imprimir Enviar Contato
CCJ aprova emendas ao Plano Estadual de Educação

A decisão da relatora, deputada Claudia Pereira (PSC), de retirar subemenda que havia apresentado a emendas da Comissão de Cultura ao projeto de lei nº 377/2015, do Poder Executivo, tratando do Plano Estadual de Educação, permitiu que a matéria fosse aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa em sessão extraordinária realizada na manhã desta quarta-feira (17). A proposição tramita em regime de urgência porque o prazo para sua aprovação termina no próximo dia 24, sob pena de o Estado perder recursos da União destinados ao setor.

A proposta ainda está sujeita a apresentação de emendas de Plenário, o que pode ocorrer na sessão extraordinária desta quarta-feira, quando passará pela segunda discussão. Antecipando-se a isto o presidente da CCJ, deputado Nelson Justus (DEM), já convocou nova sessão extra da comissão para segunda-feira (22), às 13h30, na Sala das Comissões da Casa.

Cidadania – Entre as proposições aprovadas pela comissão na manhã desta segunda está o projeto de lei nº 286/2015, de autoria do deputado Evandro Júnior (PSDB), concedendo o título de Cidadão Honorário do Paraná ao jurista Luiz Edson Fachin, que esta semana tomou posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Como se sabe, Fachin é gaúcho, mas fez carreira no Paraná, onde foi procurador do Estado, advogado e professor da Universidade Federal.

Entre as oito propostas rejeitadas estão o projeto de lei nº 189/2015, do deputado Gilberto Ribeiro (PSB), dispondo sobre a integração do Sistema de Comunicação entre as polícias estaduais e as guardas municipais, o projeto de lei nº 328/2015, do deputado Marcio Pauliki (PDT), tratando do pagamento de indenização por morte ou invalidez e a contratação de seguro de vida em grupo, e o projeto de lei nº 381/2015, de autoria do deputado Dr. Batista (PMN), destinando 20% do valor arrecadado com multas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) para a Pastoral da Criança.

Com pareceres contrários dos relatores tiveram a votação adiada para atender pedidos de vista apresentados pelo deputado Péricles de Mello o projeto de lei nº 303/2015, do deputado Nereu Moura (PMDB), dispondo sobre a gratuidade de passagem intermunicipal para crianças portadoras de câncer; o projeto de lei nº 420/2015, do deputado Chico Brasileiro (PSC), disciplinando a aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar para a alimentação escolar; e o projeto de lei nº 394/2015, do deputado Professor Lemos (PT), alterando a Lei nº 9.917/92, que dispõe sobre a Política Agrícola Estadual.

Entre as proposições baixadas em diligência a secretarias de Estado está o projeto de lei nº 378/2015, apresentado pelo presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), instituindo benefícios para incentivar o aproveitamento de energia elétrica produzida por microgeradores e minigeradores. Também foi adiada a votação do projeto de lei nº 137/2015, assinado pelo deputado Tercílio Turini (PPS), tratando da inclusão da dosagem de vitamina D no rol dos exames de rotina solicitados nas Unidades de Saúde do Estado.

A pedido do relator, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), foi baixado em diligência à Casa Civil o projeto de lei nº 224/2015, apresentado pelo 2º secretário da Assembleia, deputado Ademir Bier (PMDB), autorizando o Poder Executivo a conceder isenção de taxa de inscrição em concursos públicos estaduais para os doadores de medula óssea e doadores regulares de sangue. O autor, deputado Alexandre Curi (PMDB), pediu a retirada do projeto de lei nº 248/2015, que concedia o título de Capital da Fé ao município de Lunardelli. Questionado pelos colegas Edson Praczyk (PRB) e Romanelli, Curi decidiu retirar de pauta a matéria para melhor adequá-la à técnica legislativa.

 

  

Fonte: Assessoria de Imprensa Alep. 

17/06/2015
« Notícia anterior
Deixe sua opinião
 
Nome:
E-mail:
Opinião:
 
 
Mais Notícias
 
30/10/2017
-
Richa autoriza regularização de 1.000 imóveis em Guaratuba
29/10/2017
-
Estado vai contratar estudos para obra da ponte de Guaratuba
12/10/2017
-
Autorizado a construção da Ponte sobre Rio Cubatão
03/10/2017
-
Mais 9 cidades recebem recursos para seus municípios
19/09/2017
-
NELSON JUSTUS PARTICIPA DA ASSINATURA DE CONVÊNIO
08/08/2017
-
NELSON JUSTUS PARTICIPA DA ASSINATURA DE CONVÊNIO PARA ACADEMIAS AO A
31/07/2017
-
Recursos serão destinados para obras de pavimentação, compras de maqui
26/07/2017
-
Assinatura convênio Pá Carregadeira ao Município de Piên
17/07/2017
-
VISITA AO MUNICÍPIO DE MANDIRITUBA
13/07/2017
-
Terra Roxa recebe viatura para Policia Civil