Breve Breve
Curitiba
Irati
São José dos Pinhais
Guaratuba
Foz do Iguaçu
Imbituva
Matinhos
Terra Roxa
Piraquara
Piraí do Sul
Iporã
Araucária
São Pedro do Ivaí
Prudentópolis
Lapa
Antonina
Morretes
Fazenda Rio Grande
Colombo
Bocaiúva do Sul
Contenda
Jandaia do Sul
Kaloré
Ortigueira
Paranaguá
Guaraqueçaba
Cascavel
São Mateus do Sul
Apucarana
Pitanga
 
 
  Cadastre seu e-mail e receba notícias do Deputado
 

Mais Buscadas

Notícias
Imprimir Enviar Contato
CCJ aprova emendas ao projeto que libera a venda e o consumo de cerveja nos estádios

 Em reunião realizada na tarde desta terça-feira (29) a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná aprovou duas das quatro emendas de Plenário ao projeto de lei nº 50/2017, de autoria do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) e mais 10 parlamentares, permitindo a venda de cerveja e de chope nas arenas desportivas e estádios, em dias de jogo. A emenda aprovada na forma de substitutivo geral, de autoria do próprio Romanelli, faz algumas adequações técnicas para aperfeiçoar o texto original, a principal delas determinando que as bebidas só poderão ser vendidas e entregues aos consumidores em copos plásticos descartáveis. A emenda de número 4, também aprovada, assinada pelo deputado Requião Filho (PMDB), define que a comercialização de bebidas alcóolicas somente poderá ocorrer em pontos fixos, cabendo ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir a localização desses pontos.

As duas emendas rejeitadas por vício de constitucionalidade são também de autoria do deputado Requião Filho. Uma delas pretendia que 2,5% do total do faturamento obtido com a venda de bebidas fossem transferidos ao Fundo Estadual de Segurança Pública do Estado (FUNESP/PR); e a outra propunha a instituição do Comitê de Combate à Violência nos Estádios, órgão colegiado de caráter consultivo e deliberativo, com a atribuição de atuar para a prevenção e o combate à violência nas arenas desportivas e estádios.

Além de Romanelli, assinam o projeto de lei 50/2017 os deputados Alexandre Curi (PSB), Stephanes Junior (PSB), Ademir Bier (PMDB), Pedro Lupion (DEM), Marcio Pauliki (PDT), Tiago Amaral (PSB), Fernando Scanavaca (PDT), Marcio Nunes (PSD), Nelson Justus (DEM) e Anibelli Neto (PMDB).

Regime de urgência – O relatório do deputado Romanelli sobre as 19 emendas de Plenário ao projeto de lei nº 369/2017, originário do Poder Executivo, tratando da reformulação de órgãos e fundos da administração pública, foi aprovado pela comissão. Ele acatou cinco emendas, rejeitou as restantes, umas porque considerou incluídas, ao menos em parte, nas aprovadas, e outras por considerá-las ilegais ou inconstitucionais. Também foi aprovado o substitutivo geral apresentado por Romanelli à emenda da Comissão de Segurança Pública ao projeto de lei nº 370/2017, de autoria do Poder Executivo, instituindo a Diária Especial por Atividade Extrajornada Voluntária e a Gratificação Intra Muros (GRAIM). O substitutivo restabelece o texto original da proposta governista, com algumas adequações pontuais. As duas matérias tramitam em regime de urgência e seguiram imediatamente para apreciação em Plenário.

Uma terceira proposta do Governo, o projeto de lei nº 428/2017, também foi aprovado pela CCJ. Ele dá nova redação à Ementa e ao caput do artigo 1º da Lei nº 16.244/2009, que autoriza o Poder Executivo a realizar repasse de recursos públicos, mediante convênio, acordo ou ajuste, a entidades sem fins lucrativos. A modificação dispensa a obrigatoriedade de apresentação de títulos de utilidade pública por parte das organizações da sociedade civil, em conformidade com o estabelecido pela Lei Federal 13.019/2014.

Entre as proposições aprovadas estão ainda a emenda apresentada pelos deputados Claudio Palozi (PSC) e Felipe Francischini (SD) ao projeto de lei nº 225/2016, de autoria do deputado Rasca Rodrigues (PV), disciplinando a criação, o manejo, comércio e transporte de abelhas nativas (meliponíneos); e o projeto de lei complementar nº 2/2017, assinado pelo deputado Delegado Recalcatti (PSD), introduzindo a lista tríplice na escolha do delegado-geral da Polícia Civil.

Pedidos de vista dos deputados Felipe Francischini e Romanelli transferiram para a próxima sessão a votação do projeto de lei nº 381/2017, do deputado Ademar Traiano (PSDB), estabelecendo a isenção do pagamento de valores a título de inscrição em concursos públicos para os eleitores convocados e nomeados, que tenham prestado serviços eleitorais. A matéria teve parecer favorável do relator, deputado Paulo Litro (PSDB).

Fonte: http://www.alep.pr.gov.br

29/08/2017
« Notícia anterior
Deixe sua opinião
 
Nome:
E-mail:
Opinião:
 
 
Mais Notícias
 
11/06/2018
-
Começam a ser testados novos terminais eletrônicos -ALEP
20/05/2018
-
Nelson Justus prestigia Festa do Produtor Rural em Doutor Ulysses
19/05/2018
-
Deputado Nelson Justus e Prefeito Livino , no 12º encontro de Trilheir
10/05/2018
-
Guaratuba investirá em asfalto, esporte e atendimento a jovens
08/05/2018
-
Contenda vai pavimentar a continuação da Rua São João com recursos do
29/04/2018
-
Governadora e Comandante-Geral da PM oficializam criação de Companhia
29/04/2018
-
Desfile de Aniversário exalta Pontos Turísticos de Guaratuba
29/04/2018
-
Governadora e Deputado Nelson Justus participam do Aniversário da cida
27/04/2018
-
Deputado Nelson Justus recebe titulo cidadão Honorário no município Gu
25/04/2018
-
Entrega de recursos para Piên e Quatro Barras